sábado, novembro 28
Home>>Cotidiano>>MITOS

Notice: Undefined index: margin_above in /home/noticiasdesiao/public_html/wp-content/plugins/ultimate-social-media-icons/libs/controllers/sfsiocns_OnPosts.php on line 439

Notice: Undefined index: margin_below in /home/noticiasdesiao/public_html/wp-content/plugins/ultimate-social-media-icons/libs/controllers/sfsiocns_OnPosts.php on line 440

RELAÇÃO ENTRE JUDEUS E ÁRABES: MITOS E FATOS.

Árabe comprando pizza de Judeu na Tachana Merkazit de Tel Aviv

Avenida Weizmann, centro de Kfar Saba. Cinco da tarde e o restaurante especializado em Faláfel está lotado. O dono e seus empregados, todos de kipot e atarefados, atendem aos clientes indistintamente. Faço meu pedido em Inglês, mas a língua oficial na casa, obviamente, é o Hebraico.

De repente uma jovem árabe, vestida a caráter, entra. Faz algumas perguntas em Hebraico e sai. Pouco depois retorna. Desta vez está acompanhada de um rapaz de cavanhaque, cabelo amarrado com um rabo-de-cavalo e acompanhado de duas crianças. A família conversa entre si em Árabe, mas fazem os pedidos em Hebraico. O garçom, solícito, limpa uma das mesas recém desocupada e, amistosamente, conversa com a família.

Minha curiosidade faz com que olhe algumas vezes para a mesa dos árabes. A jovem tem o rosto parcialmente coberto e é muito bonita. O rapaz tem os dentes amarelecidos, denotando ser um fumante inveterado. As crianças têm os olhos claros e volta e meia se levantam para correr atrás de alguns dos pombos que apanham migalhas sob as mesas. Tarde típica em Israel.

O interessante á que a idéia que comumente se tem no exterior é que árabes e judeus são inimigos figadais e que basta um encontro para desencadear ódios milenares. Nada mais falso. No dia a dia de Israel, a coexistência de árabes com judeus é, muitas vezes, mais amistosa do que entre eles mesmos. Já vi judeu gritando com judeu e árabe dando sopapos em outro árabe. Mas ainda não vi (e espero não ver) eles brigando entre si.

As cenas mostradas na TV não são falsas, existem. Mas são exceções, se levarmos em conta os milhões de habitantes que dividem esta terra em constante ebulição.

Neste caldeirão de exceções podemos colocar os extremistas judeus, devidamente representados por hirtos ortodoxos que nos olham de soslaio; e alguns jovens palestinos manipulados por lideranças inescrupulosas.

UM CURTA METRAGEM INTERESSANTE

Compartilho com você um cura-metragem que gostei de assistir . Chama-se “Strangers”, foi realizado em 2003 e dirigido pelos israelenses Erez Tadmor e Guy Nattv, “Estranhos” mostra um inusitado encontro de dois jovens do Oriente Médio – um árabe e o outro israelense – em um trem do Metrô de Paris. Longe da sua terra eles se vêm, subitamente, diante de um inimigo comum.

Depois de fazer sucesso nos circuitos alternativos, Estranhos virou longa-metragem em 2007, dirigido pela mesma dupla, Tadmor e Nattv.

Assista o curta-metragem clicando no link abaixo.

STRANGERS

4 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *