AntisemitismoEuropaHistóriaHolocaustoHomenagem

71 ANOS DO VEREDICTO DE NUREMBERG

O JULGAMENTO DO SÉCULO Juízes ouvem Robert H. Jackson no Tribunal de Nuremberg Para Adolf Hitler, Nuremberg era “a capital simbólica do III Reich”. E por este simbolismo, ao terminar a Segunda Guerra Mundial, os representantes dos governos vencedores escolheram esta cidade para a realização do julgamento dos criminosos de guerra. E foi assim então que em Nuremberg, de 20 de novembro de 1945 a 1º de outubro de 1946, aconteceu aquele que passou para a história como “O Julgamento do Século”. Para o povo judeu, o Julgamento de Nuremberg revestiu-se de uma importância especial, pois pela primeira vez os representantes oficiais das forças aliadas apresentaram ao mundo uma farta documentação sobre a perseguição e o massacre que os judeus sofrerem ao longo da guerra. O que se viu e ouviu em Nu

Ler mais
AntisemitismoDesinformaçãoEuropaHistóriaHolocausto

O MASSACRE DE BABI YAR

DOIS DIAS DE HORROR NA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL Nos dias 29 e 30 de setembro de 1941 aconteceu o maior assassinato de judeus em um único lugar em toda a história da humanidade. Nas proximidades de Kiev, capital da Ucrânia, numa ravina chamada Babi Yar, as Einsatzgruppen nazistas fuzilaram 33.771 judeus, homens e mulheres, idosos e crianças. Foi o maior massacre deste tipo em toda a 2ª Guerra Mundial. Mulheres judias pouco antes de serem assassinadas em Babi Yar Durante a Segunda Guerra Mundial, nos países invadidos e ocupados pelas tropas nazistas de Adolf Hitler, as Einsatzgruppen der Sicherheitspolizei und des SD, ou "forças-tarefa" e "grupos de intervenção", eram as unidades da polícia política mais temidas do III Reich. Uma das “tarefas” das Einsatzgruppen era organizar entre a popul

Ler mais
CuriosidadesDefesaDesinformaçãoHistória

ISRAEL SEMPRE VÍTIMA

QUANDO OS ÁRABES BRIGAM QUEM PERDE É ISRAEL Residências destruídas em Ramat Gam por míssil disparado pelo Iraque Na manhã do dia 2 de agosto de 1990, tropas iraquianas invadiram o Kuwait dando início à Guerra do Golfo. Sob o comando de Saddan Hussein, o Iraque voltava a incendiar a região, dois anos depois do final da Guerra Irã-Iraque, que se estendera de setembro de 1980 a agosto de 1988. Apesar da Guerra do Golfo envolver basicamente três países árabes, Iraque, Kuwait e Arábia Saudita, a verdade é que os ataques acabaram sobrando para um país que não tinha nada a ver com a história. No dia 23 de setembro de 1990, 21 dias depois do início da guerra, o governo de Bagdá informou que se algum país ousasse expulsar suas tropas do Kuwait ele, Saddan Hussein, bombardearia... Israel. Três

Ler mais
CuriosidadesDesinformaçãoDiplomaciaHistóriaHolocaustoONU

A RESOLUÇÃO HARDING

O RESTABELECIMENTO DO ESTADO DE ISRAEL NÃO FOI UMA COMPENSAÇÃO DE GUERRA No início do Século XX, O presidente dos Estados Unidos, Warren G. Harding, aprovou uma resolução do Congresso norte-americano que apoiava o restabelecimento do Estado judeu na Terra de Israel. Esta resolução foi aprovada há exatos 95 anos, no dia 21 de Setembro de 1922, em Washington. Ou seja, a resolução foi aprovada 20 anos antes da Segunda Guerra Mundial e quase 30 da Resolução 186 da Organização das Nações Unidas que restabeleceu o Moderno Estado de Israel. Em 1948 o que aconteceu foi a restituição de uma terra aos seus legítimos donos e não a criação de um país como compensação de crimes de guerra. ANDS

Ler mais
AntisemitismoCuriosidadesDesinformaçãoEuropaHistóriaHolocaustoReflexões

A PERSEGUIÇÃO DE ZURIQUE

UMA TRAGÉDIA MAIS NEGRA DO QUE A PESTE Em meados do Século XIV a Europa vivia os terríveis dias da Peste Negra. Como naqueles tempos obscuros a Igreja Católica limitava a iniciativa dos cientistas - e sem uma explicação para tantas mortes - os judeus suíços foram acusados de envenenar os poços de água dos católicos da cidade de Zurique. Sob tortura, dezenas deles foram forçados a assumir o envenenamento, sendo que os registros destas confissões foram enviados de uma cidade para outra por toda a Suíça. Levadas por mercadores que desciam o rio Reno, as confissões forçadas chegaram até a Alemanha, resultando num massacre sem precedentes. Cerca de 510 aldeias judias foram arrasadas e milhares de judeus assassinados. Além de fragilizar a economia da comunidade judaica de diversos países,

Ler mais