sábado, julho 4
Home>>Made in Israel>>Como a israelense Pictar potencializa a câmera do seu telemóvel
Made in Israel

Como a israelense Pictar potencializa a câmera do seu telemóvel

O telemóvel não vai acabar com os fotógrafos profissionais, vai multiplicá-los.

A década de 1960 trouxe profundas mudanças na moda, na música e no cinema. O mundo nunca mais foi o mesmo depois dos psicodélicos anos 60. E um dos factos mais impactantes daqueles anos incríveis foi o surgimento do chamado Cinema Novo, quando Glauber Rocha, o cineasta responsável por filmes revolucionários como Terra em Transe estimulava qualquer um a ser cineasta também. Com a expressão “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”, Glauber Rocha vislumbrou, com quarenta anos de antecedência, o fenómeno que seria os youtubers.

Agora, quando entramos na segunda década do Século XXI, uma nova revolução começa a acontecer e de Israel vem uma das melhores contribuições para impulsionar esta mudança.

Não é de hoje que os telemóveis se tornaram imprescindíveis para o dia-a-dia do homem moderno, mas desde que surgiu o primeiro telemóvel com câmera fotográfica integrada, o uso destes equipamentos deixou de ser exclusivamente para comunicação, tornando-se hoje uma excelente ferramenta de captação de imagens. Com o passar dos anos, as câmeras foram evoluindo e é difícil dizer a que ponto chegarão.

Da mesma forma que os youtubers não fizeram desaparecer os cineastas de Hollywood, é certo que a multiplicação dos fotógrafos de telemóvel não acabará com os profissionais da fotografia. Mas, que há uma revolução em curso, há.

E uma prova desta mudança é o surgimento de prémios como o “Mobile Photography Awards”, uma espécie “World Press Photo Awards” dos fotógrafos de telemóvel.

Para quem não está familiarizado com os termos, “World Press Photo Awards” (WPPA) é o Óscar dos fotógrafos profissionais e foi entregue pela primeira vez em 1955 ao fotojornalista dinamarquês Mogens von Haven. Já o “Mobile Photography Awards” (MPA) está na sua 9ª edição e premeia trabalhos efectuados apenas por câmeras fotográfica de telemóveis.

Na edição de 2019, o destaque foi a israelita Dina Alfasi, uma fotógrafa amadora que se tem notabilizado por fotografar pessoas comuns deslocando-se no transporte público de Israel. Alfasi é dona de um iPhone de última geração, mas nem todos os premiados no MPA usam telemóveis topo de gama, há muitos Androids sendo usados também. Todos os anos os fabricantes de telemóveis apresentam aparelhos equipados com câmeras cada vez mais sofisticadas, mas poucas empresas contribuíram de forma tão significativa para facilitar a vida dos fotógrafos de telemóvel quanto a israelense Pictar. A startup israelense desenvolveu uma forma de transformar o telefone móvel numa verdadeira máquina profissional e o Notícias de Sião falou sobre isso no artigo “Mais uma invenção israelense para facilitar a sua vida”.

Mais do que simplesmente inventar uma forma de transformar o telemóvel numa sofisticada máquina fotográfica, a Pictar passou também a desenvolver periféricos que permitem ao fotógrafo de telemóvel ter uma verdadeira experiência profissional. Estes periféricos são compostos de um conjunto de lentes, um sistema de iluminação e um selfie stick inteligente.

Um dos destaques desta família de periféricos desenvolvidos pela Pictar está na qualidade dos produtos. Esqueça tudo o que você já viu em termos de lentes para telemóveis, aquelas chinesas, frágeis e com baixa resolução, pois as lentes desenvolvidas pela Pictar são de altíssima qualidade e confecionadas com materiais similares àqueles utilizados pela Nikon ou pela Canon.

Para se ter uma ideia do potencial destes periféricos, eis aqui uma série de fotografias feitas com um aparelho Android simples, o Samsung J4+, um telemóvel intermédio, nada sofisticado.

A primeira foto foi feita usando a Pictar Telephoto, uma lente que corresponde às lentes profissionais de 60mm. A primeira imagem mostra a aldeia de Palmeira de Faro, em Portugal, fotografada sem o auxílio do zoom e a segunda imagem mostra uma imagem da aldeia, no mesmo ângulo, só que fotografada com o zoom da Pictar Telephoto.

A Pictar Wide Angle é uma lente que permite captar as imagens de forma mais ampla. Nas fotos abaixo, pode-se ver a esplanada de um antigo café fotografada a partir do mesmo ponto. A primeira fotografia foi feita com a Pictar Wide Angle e a segunda usando apenas a lente normal do telemóvel. Observe como a área de abrangência da primeira fotografia é maior.

A mesma lente é bastante útil para fotografar alvos amplos quando se tem pouco espaço entre o telemóvel e o alvo. Esta petisqueira fica numa rua estreita de Barcelos e só seria possível de ser fotografada usando o efeito “panorâmica” do telemóvel, mas quem já usou este recurso sabe que sempre acontece uma interferência entre a primeira e a segunda parte da imagem, interferência esta que desaparece com o uso da Pictar Wide Angle.

Nas fotos abaixo, outro exemplo do ganho obtido com a Pictar Wide Angle. A primeira  fotografia foi feita usando a Pictar Wide Angle e a segunda com a câmera original do telemóvel.

Com a Pictar Wide Macro conseguimos resultados interessantes, como se pode ver nestas duas fotografias, ambas tiradas no mesmo lugar e à mesma distância. A primeira fotografia foi feita com a Macro da Pictar e a segunda com a câmera original do telemóvel.

Repetimos a experiência ao fotografar o ke’ara que aparece nas duas fotos abaixo. Embora tiradas à mesma distância, usando a macro da Pictar o prato aparece por completo na primeira imagem e fraccionado na imagem seguinte, que foi fotografada sem a lente complementar.

Outro periférico muito bom que faz parte desta família Pictar é a Smart Light, um spot contendo 12 lâmpadas LEDs que permitem uma iluminação de estúdio, iluminação esta que pode ser usada tanto em fotografias internas como externas.

Veja as imagens desta garrafa de azeite. A foto da esquerda foi feita sem nenhuma iluminação, a foto do meio foi feita com o uso do flash do telemóvel e a foto da direita foi feita sob iluminação da Smart Light da Pictar.

A mesma sequência pode ser vista nesta série de fotos de uma hanukkiah. A primeira foto foi feita com iluminação normal, a segunda com o auxílio do flash do telemóvel e a foto de baixo com o uso da Smart Light Pictar.

Cada vez mais é possível ver fotógrafos profissionais usando os seus telemóveis em situações de emergência. Nem sempre é possível ter um equipamento de ponta disponível e muitas vezes é deselegante apontar-se uma lente de 15 ou 30 centímetros de comprimento para alguém. O telemóvel passou então a ser uma verdadeira máquina fotográfica tanto para profissionais quanto para amadores. Mas, claro, são os amadores aqueles que mais o usam.

E como uma das opções mais populares entre os amadores é a foto de si mesmo, as famosas selfies, a Pictar desenvolveu também um selfie stick inovador. Denominado Pictar Smart Stick, merece também a mesma observação feita em relação às lentes: Esqueça tudo o que você já viu sobre selfie sticks, pois o Pictar Smart Stick supera todos em todos os sentidos.

Em primeiro lugar, como todos os outros produtos da Pictar, este selfie stick prima pela qualidade do material com que é confeccionado. Em segundo lugar, de forma inovadora, o fotógrafo tem acesso ao software da Pictar a partir dos botões que se encontram no cabo do Smart Stick. Ou seja, não é necessário tocar no ecrã do telemóvel, pois todos os comandos podem ser manipulados directamente através do bastão.

E ainda há um bónus especial: O Smart Stick traz incorporado um pequeno “motor” que permite ao fotógrafo inclinar o telemóvel sem tocar com as mãos no aparelho. Se ao fazer a selfie ele – ou um grupo de amigos – não se encontram enquadrados devidamente na imagem, basta um leve toque e o motor desliza o telemóvel para baixo ou para cima enquadrando a cena. Um espectáculo!

NOTA: Notícias de Sião experimentou a família de periféricos Pictar com o apoio da NorteWave, de Vila Nova de Gaia, e em Portugal os produtos podem ser encontrados nas lojas do El Corte Inglés e da Vodafone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *