sábado, julho 4
Home>>Made in Israel>>Israel prepara ataque ao coronavírus
Made in Israel

Israel prepara ataque ao coronavírus

Em três meses Israel poderá ter uma vacina contra o novo coronavírus.

A notícia, avançada pelo Yedioth Ahronoth, dá conta que cientistas israelenses trabalham para entregar em 3 meses as primeiras doses de uma vacina contra o novo coronavírus, denominado Covid-19. As expectativas mais otimistas até agora estipulavam um prazo entre 12 e 18 meses.

A resposta israelense para o surto do Covid-19 está sendo desenvolvida por uma equipe de cientistas do Instituto de Pesquisa da Galileia (Migal), especializado nas áreas de biotecnologia, ciência ambiental e agrícola. Nos últimos quatro anos esta equipe tem trabalhado no desenvolvimento de uma vacina contra coronavírus avícolas, mas segundo afirmou um dos pesquisadores, com o surgimento do Covid-19 eles passaram a redirecionar suas experiências para esta nova estirpe de vírus.

“Existe uma grande urgência em todo o mundo para desenvolver uma vacina para o coronavírus humano, por isso estamos trabalhando para acelerar o processo de desenvolvimento e alcançar uma vacina eficaz para COVID-19 nas próximas 8 a 10 semanas”, afirmou o CEO da Migal, David Zigdon, em uma entrevista coletiva. Segundo Zigdon, o objetivo é iniciar testes em humanos dentro de 90 dias.

“A vacina que desenvolvemos para aves é administrada por via oral e a vacina humana também deverá ser administrada desta forma”, adiantou o pesquisador.

Ao Yedioth Ahronoth, o fundador da Migal, Prof. Dan Levanon, explicou que a duração do processo de desenvolvimento da vacina depende dos regulamentos das autoridades de saúde.

“Sob essas condições, onde a doença causa enormes danos à medida que piora, acredito que os regulamentos serão flexibilizados”, disse Levanon. “Se a vacina tivesse que ser submetida às regulamentações normais, levaria vários anos.”

Ofir Akunis, ministro da Ciência e Tecnologia do governo israelense, congratulou-se com o avanço dos pesquisadores. “Espero e acredito que haverá mais progresso em breve”, concluiu Akunis.

ANDS | YNET

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *