sábado, novembro 28
Home>>Uncategorized>>Israel reage rapidamente à chegada do Coronavirus
Uncategorized

Israel reage rapidamente à chegada do Coronavirus


Notice: Undefined index: margin_above in /home/noticiasdesiao/public_html/wp-content/plugins/ultimate-social-media-icons/libs/controllers/sfsiocns_OnPosts.php on line 439

Notice: Undefined index: margin_below in /home/noticiasdesiao/public_html/wp-content/plugins/ultimate-social-media-icons/libs/controllers/sfsiocns_OnPosts.php on line 440

O desenvolvimento científico de Israel é notório. Israel tem um dos melhores centros de pesquisas na área médica do mundo e as autoridades e as Forças de Defesa de Israel sempre estiveram preparadas para ataques químicos ou biológicos. Por isso, Israel é uma das nações mais preparadas para enfrentar a expansão do Coronavirus, o COVID-19.

No entanto, Israel é também um dos países que mais recebe turistas em todo o mundo. E neste sábado, 22, nove turistas sul-coreanos que passaram uma semana visitando alguns dos locais religiosos mais populares da Terra Santa testaram positivo para o coronavírus depois de voltarem para casa. E Israel agiu rapidamente! Em poucas horas, as autoridades fecharam o país para outros viajantes oriundos da Coreia do Sul. Bloqueio total. Nenhum turista sul-coreano pode entrar em Israel.

Os passageiros coreanos da Korean Air com destino ao aeroporto Ben Gurion foram proibidos de desembarcar depois das 19h30 de sábado. Foram proibidos de entrar no país, informou o site YNET NEWS no final da tarde de ontem. A rádio Kan disse que neste domingo, 23, o governo discutirá se outros voos com procedência da Coreia do Sul poderão continuar operando.

A rádio Kan informou que o Ministério da Saúde de Israel ordenou a suspensão imediata de todos os passeios de turistas sul-coreanos que se encontram atualmente em Israel. Todos devem permanecer em seus hotéis. As autoridades de saúde estão trabalhando numa forma de que o ministério do turismo e as agências de viagens possam recambiar de volta para a Coreia do Sul os 1.700 turistas que se encontram hoje em Israel.

Como medida preventiva, Israel já havia suspendido todos os voos da e para a China em 30 de janeiro em resposta ao surto do COVID-19.

O jornal Haaretz informou que os nove sul-coreanos infectados estavam num grupo de 77 turistas católicos de 77. O Ministério da Saúde disse que os peregrinos visitaram Israel de 8 a 15 de fevereiro, passando por locais cristãos e outras atrações em Netanya, Cesareia, Nazaré, Mar da Galileia, Mar Morto, Beersheva, Hebron e Jerusalém.

Entre os locais frequentemente lotados que o grupo visitou estão a Caverna dos Patriarcas em Hebron e a Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém.

O ministério da saúde disse que está realizando uma investigação epidemiológica para identificar quem entrou em contato com o grupo.

Vinte funcionários da Autoridade de Natureza e Parques de Israel e dois funcionários de um hotel no Mar Morto que estiveram em contato com os turistas coreanos já foram colocados em quarentena, segundo relatos locais.

ANDS | YNET | RÁDIO KAN | HAARETZ | NEW YORK TIMES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *