ÁrabesImprensaPolítica

Democracia e Liberdade de Imprensa em Israel

Na foto que ilustra esta matéria é possível ver uma repórter árabe fazendo uma transmissão diretamente do Knesset, o Parlamento do Estado de Israel. No canto superior da tela aparece uma bandeira da palestina juntamente com a frase: “Mantenha sua bandeira hasteada”. No rodapé, a legenda diz: “Knesset vota pela dissolução e aprova a realização de eleições no início de outubro.” No canto inferior direito, a palavra “VIVO”, mostra que a repórter está fazendo uma transmissão ao vivo. E a legenda complementa: “[Diretamente] da Jerusalém ocupada.” Uma cena como esta é simplesmente impensável, apenas 22 km mais ao Norte. Ali, na cidade de Ramallah, está localizado o Parlamento Palestino, local onde nenhum repórter judeu arriscaria pôr os pés, pois não sairia de lá vivo. Para e...

Ler mais
EleiçõesNotíciasPolítica

3 anos e meio depois, Israel volta às urnas

Recomeça hoje o processo de sucessão parlamentar israelense. Os deputados israelenses farão uma reunião extraordinária nesta quarta-feira, 22, para receber o projeto de lei que visa dissolver o Knesset. Boaz Toporovsky, líder no parlamento israelense da coalizão que governa o país há menos de 4 anos, se reuniu com Sharren Haskel, deputado apoiante da coligação, para conjuntamente apresentarem a proposta de dissolução do governo. Toporovsky, líder do partido Yesh Atid, e Haskel, deputado pelo Tikva Hadasha, se reuniram com o Comitê do Presidente do Knesset na manhã de terça-feira para garantir que a proposta de dissolver o Knesset seja inserida na programação da plenária desta quarta. Como Shlomo Karhi, deputado do Likud, também havia manifestado a intenção de formalizar um pe...

Ler mais
EleiçõesNotíciasPolítica

Bennett e Lapid renunciam e Israel terá novas eleições

Israel faz eleições na mesma velocidade que reaplica vacinas. Vem aí a quinta dose. Depois de 15 anos de estabilidade política, o ex-ministro Benjanin Netanyahu vê desmoronar o governo que o sucedeu há menos de 4 anos. Não durou sequer o tempo de uma legislatura. No início da semana, depois de derrotar dois votos de desconfiança, Naftali Bennett e Yair Lapid desistiram buscar uma estabilização ara a frágil coalizão formada para derrubar Netanyahu. Num comunicado conjunto, Bennett e Lapid disseram que levarão à votação um projeto de lei para dissolver o Knesset. Uma vez concretizado, novas eleições acontecerão, provavelmente a 25 de outubro. A decisão de antecipar o pedido de dissolução do parlamento partiu da própria coalizão, que temia um desastre maior, pois o líder da oposi...

Ler mais
CiênciaCoronavírusCOVID-19

Doenças cardiovasculares aumentam 25% em Israel após aplicação das vacinas para Covid-19

Estudo realizado por pesquisadores israelenses e publicado na revista científica Nature, revelou um aumento de mais de 25% nas chamadas de emergência relacionadas a doenças cardiovasculares na população jovem e adulta, após o início da vacinação contra a Covid-19 em Israel. As autoridades de saúde de Israel e do Centro de Controle de Doenças dos EUA (CDC) reconheceram uma ligação entre as vacinas contra a Covid-19 e diversas complicações cardiovasculares, inclusive um substancial aumento nos casos de miocardite em homens de 16 a 24 anos após a aplicação da segunda dose. Segundo Y Rabinovitz, do Arutz Sheva, até agora predominava no meio científico a “suposição” de que as complicações cardiovasculares eram mais comuns entre pessoas não vacinadas, que tiveram Covid, do que entre aquel...

Ler mais
DiplomaciaEstados UnidosHistória

Há 74 anos, os EUA reconheciam oficialmente o Estado de Israel

Dezenove dias após David Ben Gurion declarar a Independência de Israel, no dia 02 de junho de 1948, os Estados Unidos enviaram um memorando à ONU indicando a aceitação do novo Estado e a direção da futura política para o Oriente Médio. Na oportunidade, o representante dos EUA no Conselho de Segurança da ONU era o senador Warren Robinson Austin, e o responsável por redigir o memorando foi o seu vice, Philip Caryl Jessop, razão pela qual o documento ficou conhecido como o Memorando Jessop, que consistia apenas de três declarações básicas. E estas declarações foram as seguintes. escreveu o memorando. O memorando continha três suposições básicas sobre a primeira guerra árabe-israelense, que havia começado menos de três semanas antes. Essas suposições eram: 1. Israel existirá. Ao cont...

Ler mais