Arqueologia

O Sítio Arqueológico de Timna e as Minas do Rei Salomão

À esquerda, o fotógrafo Beno Rothenberg nos anos 60 em Timna. Acima, Beno Rothenberg e Ben-Yosef um ano antes do falecimento do fotógrafo. Abaixo, escavações no Sítio Arqueológico de Timna. SURPREENDENTES DESCOBERTAS NO DESERTO DE TIMNA O Parque Nacional de Timna é um dos muitos locais surpreendentes do Estado de Israel. Situado ao lado da cidade de Eilat, no meio do deserto, esta antiga área de mineração de cobre, pelas suas características únicas de solo e clima, se tem tornado um dos lugares da Terra Santa onde a preservação de matérias orgânicas se deu de forma extraordinária. E isto é fantástico para os arqueólogos, que lá descobriram registros importantes do passado, tais como tecidos, couros e cordas. “Todos os anos temos encontrado fragmentos de tecidos em nossas escavações”...

Ler mais
Arqueologia

Repensar a Arqueologia para entender a História de Israel

Na imagem acima, alunos participam de aula de Geografia e História Bíblicas numa réplica do Tabernáculo localizado no sítio arqueológico de Timna, no sul de Israel, a sudoeste de Aravah. A Arqueologia está se aproximando de um ponto de onde a Bíblia nunca se afastou. Ao longo da história, a arqueologia foi uma ciência que basicamente vasculhou entulhos em busca de evidências. E estas evidências só eram provadas quando os escavadores encontravam alicerces e paredes. Via de regra, para a arqueologia, povos que não deixaram estes registros são considerados nômades. Mas, aí a história de Israel se depara com um dilema: É possível encontrar provas arqueológicas sem encontrar alicerces e paredes? Este tem sido o desafio dos últimos anos do arqueólogo israelense Erez Ben-Yosef, profe...

Ler mais
Arqueologia

Moedas encontradas na Judeia provam o óbvio: A Judeia sempre foi e ainda é dos Judeus.

Duas moedas descobertas em Khirbat Jib’it, na Judeia, uma região que o mundo insiste em chamar de Cisjordânia, provam, uma vez mais, que a presença judaica na região é incontestável. As moedas datam de cerca de 2.000 anos e foram encontradas na região de Binyamin, no centro do país. Historicamente esta região é conhecida como Judeia, mas atualmente está sob provisório domínio árabe. Como NOTÍCIAS DE SIÃO já comentou, os árabes praticamente não desenvolvem pesquisas arqueológicas no território que hora dominam, pois se o fizerem, de forma honesta e científica, os vestígios que virão à tona serão majoritariamente judaicos. No entanto – e onde é possível – arqueólogos israelenses realizam importantes pesquisas, como esta, feita pela Universidade Bar-Ilan, apoiada pelas autoridades d...

Ler mais
Arqueologia

Arqueologia prova a existência de Gideão

Arqueólogos encontraram uma inscrição de 3.000 anos que traz o nome de um dos juízes de Israel. A inscrição apresenta o nome "Jerubbaal", um líder judeu do Livro dos Juízes também conhecido como Gideão. A inscrição data de cerca de 1.100 a.C. A importante peça arqueológica foi descoberta nas escavações em Khirbat er-Ra'i, perto de Kiryat Gat, no Distrito Sul de Israel, anunciou a Autoridade de Antiguidades de Israel nesta segunda-feira, 12 de julho. Os pesquisadores destacaram que, embora não haja certeza se a inscrição se refere à figura mencionada no Livro dos Juízes, essa descoberta oferece importantes insights sobre a conexão entre o texto bíblico e a realidade histórica, informou o Jerusalem Post. Inscrições desse período – século 12 a 11 aC – são extremamente raras. Toda a ...

Ler mais
Arqueologia

A surpreendente inscrição numa caverna de Massada

As grandes descobertas arqueológicas nem sempre se dão com pessoas a escavar ruínas. Muitas vezes, elas acontecem nos porões de bibliotecas ou depósitos mal iluminados, locais distantes do terreno a ser investigado. Foi exatamente o que aconteceu com o arqueólogo israelense Dr. Guy Stiebel, especialista em Arqueologia Clássica dos períodos helenístico, romano e bizantino; e profundo conhecedor das investigações feitas na região da antiga Fortaleza de Massada, em Israel. Certo dia, o Dr. Stiebel estava a observar fotografias aéreas antigas, quando atentou para um detalhe em uma delas. As fotografias haviam sido tiradas por um piloto inglês, ainda nos primórdios da aviação, quando este sobrevoou Massada na manhã do dia 29 de dezembro de 1924. As fotografias foram feitas a uma altitude de...

Ler mais