CotidianoCuriosidadesEuropaHistóriaHumorNotícias

OS NOVOS RECRUTAS DAS FORÇAS DE DEFESA DE ISRAEL

UMA HISTÓRIA INRÍVEL SOBRE AS IDF Em 2015, o judeu franco-israelense Nadav Guedj representou Israel no Festival Europeu da Canção interpretando a música “Golden Boy”. Além do sucesso na Eurovision, a canção acabou por tornar-se viral quando quatro soldados das Forças de Defesa de Israel (IDF na sigla em inglês) foram filmados, com roupas militares, a dançar ao som da música. A Internet adorou, mas o comandante da tropa não. E os rapazes foram condenados a 21 dias de prisão por exibirem armas e roupas do exército em situação inadequada. Quando os soldados foram detidos, Nadav Guedj postou na sua página no Facebook o seguinte comentário: “Eu sei que eles não deveriam ter feito isso, mas vê-los a dançar nos deixou felizes aqui na Áustria [onde se realizava o festival]. Então, rapazes, e

Ler mais
AntisemitismoCuriosidadesEducaçãoEuropaHistóriaHolocaustoHomenagemNotíciasTurismo

MEMÓRIA JUDAICA EM PORTUGAL

EXPOSIÇÃO SOBRE ANNE FRANK EM PONTE DA BARCA Foto: Blogue do Minho O átrio dos Paços do Concelho em Ponte da Barca recebeu a Exposição “Anne Frank: Uma História para hoje”. A exposição, composta por 34 painéis, que tinha como lema “Aprender com o passado e Ensinar para o Futuro”, traçou um paralelo entre o relato do maior de todos os pogroms, o Holocausto, e a história da família de Otto Frank, pai da autora do diário mais famoso de todos os tempos. Como parte da programação, foi exibido o filme “Que a tua lembrança seja amor”. Produzido pela Escola Internacional para Estudos do Holocausto, do Yad Vashem de Israel, o filme é um documentário sobre a vida de Ovadia Baruch, um dos sobreviventes do Holocausto. Foto: Blogue do Minho Ponte da Barca fica junto a Ponte de Lima, uma região o

Ler mais
AntisemitismoCuriosidadesDiplomaciaEducaçãoEuropaHistóriaJUDAÍSMOLivrosTurismo

A BÍBLIA DE CERVERA

LITERATURA JUDAICA EM PORTUGAL Abertura do Livro dos Salmos na Bíblia de Cervera Portugal tem em sua posse uma das mais belas Bíblias Judaicas do mundo. Trata-se de um Tanach, um Antigo Testamento, que foi produzido na cidade catalã de Cervera, Espanha, e que é conhecido como A Bíblia de Cervera. Bem conservada, esta Bíblia tem a data em que começou a ser feita e a data da conclusão, portanto, e graças ao criterioso zelo judaico, sabemos que esta Bíblia começou a ser copiada no dia 30 de julho de 1299 e foi concluída em 19 de maio do ano seguinte. É difícil saber por quantos anos foi usada pela comunidade local, mas o certo é que no final daquele século aconteceram severos pogroms em diversas cidades da região e muitos dos judeus sobreviventes acabaram por se dispersar por várias outr

Ler mais
CuriosidadesDiplomaciaEuropaHistóriaNotíciasTurismo

PORTUGAL CADA VEZ MAIS JUDAICO

O PRIMEIRO HOTEL LUSO-ISRAELENSE SERÁ NA CIDADE DO PORTO Há israelenses investindo milhões de euros na cidade do Porto, no norte de Portugal. O interesse pela segunda maior cidade do país cresceu de tal forma que está a ser planejado a construção de um hotel voltado especificamente para atender turistas judeus. O Jornal de Notícias, um dos maiores jornais de Portugal, informou que há duas semanas o empresário israelense Mordehay Mizrahi adquiriu dois prédios no centro histórico do Porto, onde pretende instalar um hotel dentro dos padrões judaicos, ou seja, com cozinha e restaurante kosher. Um outro investidor, David Ben Dahan comprou, no mês passado, um terreno no valor de 300 mil euros, com o objetivo de construir um edifício de 16 apartamentos de dois quartos, num investimento que ro

Ler mais
CotidianoCuriosidadesDesinformaçãoEuropaHumorJUDAÍSMOTurismo

PORTUGAL SEMI-KOSHER

O STROGONOFF KOSHER DA SERRA E A SINAGOGA MUÇULMANA DO ALGARVE Há alguns anos assisti a uma cena engraçada. Um dos convidados para o I Festival da Memória Sefardita na cidade da Guarda era o Rabino Pinkas Kornfeld, líder da comunidade ortodoxa Machsike HaDas, da Antuérpia. Na hora do almoço, vi o rabino saindo discretamente do auditório. Um dos organizadores o interceptou, convidando-o para ir até o salão onde seria servida a refeição: “Pode ficar tranquilo, rabino”, disse o organizador, “nós vamos servir bacalhau, e bacalhau é kosher”. É claro que aquele senhor estava imbuído das melhores intenções e deve ter orientado os organizadores a preparar tudo de modo a agradar aos judeus convidados. Provavelmente, tiveram cuidado até mesmo na hora de preparar a galinha de cabidela ou o arroz

Ler mais