AntissionismoEstados UnidosNotícias

Extrema Esquerda Israelense dá Boas Vindas a Joe Biden

Um dos prédios do centro de Tel Aviv amanheceu nesta segunda-feira, 11, estampada com um banner em defesa da divisão do Estado de Israel. A “ação” foi promovida pelo grupo de extrema esquerda Shalom Achshav (“Paz Agora”), com o objetivo de dar as boas vindas ao Presidente Joe Biden, a primeira que fará ao Estado Hebreu desde que assumiu o Governo dos EUA, em janeiro de 2021. O banner mostra a bandeira de Israel ao lado da bandeira que a OLP, a organização terrorista para a libertação da Palestina, tomou como símbolo da luta armada em novembro de 1988. A frase que ilustra a peça publicitária diz: "Presidente Biden, bem-vindo aos dois estados que mais amamos." Na manhã desta segunda-feira, um porta-voz do Shalom Achshav disse em um comunicado: "Damos as boas-vindas ao presidente Bi...

Ler mais
DiplomaciaEstados UnidosHistória

Há 74 anos, os EUA reconheciam oficialmente o Estado de Israel

Dezenove dias após David Ben Gurion declarar a Independência de Israel, no dia 02 de junho de 1948, os Estados Unidos enviaram um memorando à ONU indicando a aceitação do novo Estado e a direção da futura política para o Oriente Médio. Na oportunidade, o representante dos EUA no Conselho de Segurança da ONU era o senador Warren Robinson Austin, e o responsável por redigir o memorando foi o seu vice, Philip Caryl Jessop, razão pela qual o documento ficou conhecido como o Memorando Jessop, que consistia apenas de três declarações básicas. E estas declarações foram as seguintes. escreveu o memorando. O memorando continha três suposições básicas sobre a primeira guerra árabe-israelense, que havia começado menos de três semanas antes. Essas suposições eram: 1. Israel existirá. Ao cont...

Ler mais
Estados Unidos

Biden reafirma que seu partido apoia Israel. E os Estados Unidos também.

Biden diz que seu partido “ainda apoia Israel. A declaração vem depois que três representantes do Partido Democrata apresentaram projetos que visam barrar a venda de armas americanas para o Estado de Israel. Antes disso, o senador Bernie Sanders e a deputada Alexandria Ocasio-Cortez, ambos do Partido Democrata, apresentaram 2 projetos com o objetivo de bloquear a venda de armas a Israel. A atitude dos dois políticos causou uma divisão entre os Democratas, pois há muitos entre eles que são pró-Israel. Sanders e Ocasio-Cortez, fazem parte de uma ala dita “progressista” do Partido Democrata. Esta ala acusa Israel de ser o único responsável pelo conflito deflagrado no início de maio, quando terroristas árabes voltaram a atirar rockets de Gaza para Israel. Além de acusar Israel, este gru...

Ler mais
AntissemitismoCristianismoEstados Unidos

Os riscos de ser amigo de Israel

Há alguns meses, um homem caminhava pelo centro de Londres trajando uma camiseta que fazia referência às Forças de Defesa de Israel. Provavelmente um turista desavisado, que deve ter comprado a roupa numa das ruas de Jerusalém, onde dezenas de comerciantes vendem peças semelhantes, inclusive comerciantes árabes. O turista foi cercado por uma horda de muçulmanos e só não foi linchado graças a pronta intervenção da polícia londrina. Ostentar símbolos judaicos ou vestir roupas alusivas a Israel pode ser perigoso em algumas cidades europeias. Defender Israel, seu povo ou a cultura judaico-cristã pode ser um risco na Europa. Digo isso no momento em que me encontro há 13 dias bloqueado no Facebook. A censura me foi imposta por eu ter postado um comentário em defesa da liberdade cristã...

Ler mais