HistóriaTrump

Donald Trump e o bom doutrinamento dos professores

DONALD TRUMP ASSINA A LEI NUNCA MAIS PARA A EDUCAÇÃO Em artigo publicado no The Washington Post do dia 16 de abril de 2015, James B. Comey, diretor do FBI, explicou as razões pelas quais todos os novos agentes especiais do FBI são obrigados a visitar o Museu Memorial do Holocausto dos Estados Unidos, USHMM na sigla em inglês. Após a formação e admissão nos quadros do FBI, a famosa unidade de polícia do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, e antes de receber distintivo e arma, todos os novos agentes e os novos analistas de inteligência, devem percorrer os corredores do museu. James B. Comey explica as razões. “O Holocausto foi a exibição mais horrível da história mundial da desumanidade. Mas foi também a exibição mais horrível da história mundial da nossa humanidade, da nos...

Ler mais
História

Vasco Pulido Valente e a derrota de Israel

Vasco Polido Valente, ensaísta, escritor e comentador político português, faleceu na tarde desta sexta-feira, 21, em Lisboa. Tinha 78 anos e desde 2017 havia reduzido sua participação nos meios de comunicação portugueses justamente por questões de saúde. VASCO PULIDO VALENTE E A DERROTA DE ISRAEL Por ROBERTO KEDOSHIM Pulido Valente nasceu no seio de uma família comunista e no auge do salazarismo. Não teve uma vida fácil. Findo o período ditatorial, Polido Valente tornou-se uma referência em alguns dos principais órgãos de comunicação portugueses e sempre foi afagado por setores da esquerda lusitana até que… Até que em agosto de 2006 escreveu um curto artigo no jornal Público, um artigo onde ousou tocar em duas vacas sagradas adoradas pela esquerda mundial: Os muçulmanos e os adv...

Ler mais
ArqueologiaHistóriaNotícias

“Arqueólogo” de 6 anos encontra moeda de 2.000

Pequenas descobertas são feitas por estas “arqueólogos amadores”, mas poucas se comparam com o que aconteceu nesta quinta-feira, 17, em Jerusalém. Em Israel, é comum ver jovens, adolescentes e até mesmo crianças participando de escavações arqueológicas. Normalmente, como parte das atividades extracurriculares dos alunos das escolas públicas. Binyamin Elkin, filho de Ze'ev Elkin, ministro dos Assuntos e Patrimônio de Jerusalém, descobriu uma moeda de 2.000 anos durante as escavações que estão a ser realizadas na cidade de David. A família do ministro Elkin participava de atividades organizadas pelo Ministério de Assuntos e Patrimônio de Jerusalém, sendo que um dos trabalhos era peneirar a terra retirada das escavações. "Eles derramaram a terra e eu comecei a separar os pedaços...

Ler mais
EsportesHistória

Novo recorde na maratona mais antiga do mundo

Adiso Oskano, um atleta israelense de Rishon Letzion, quebrou o recorde da Maratona Anual Internacional da Bíblia, realizada na manhã desta sexta-feira, 18, nos montes da Samaria, em Israel. Contando com a participação de mais de 4.000 atletas de todo o mundo, inclusive do Brasil, a Maratona Anual Internacional da Bíblia teve como vencedor um atleta local. Adiso Oskano levou exatos 3:02:42 para percorrer os 42 km tornando-se o atleta mais rápido a percorrer o percurso. A Maratona da Bíblia é uma das cinco corridas oficiais de Israel e é a mais emocionante e desafiadora de todas. A maratona que começa na cidade de Rosh Ha'ayin e termina no local onde no passado ergueu-se o Tabernáculo de Siló. Considerada a mais antiga do mundo, o percurso segue os passos de uma das primeiras ...

Ler mais
AntisemitismoEuropaHistóriaHolocaustoNotícias

NAZISMO HOMENAGEADO NA LETÔNIA

DESFILE EM HOMENAGEM ÀS SS PARARAM A CAPITAL LETÃ Riga, capital da Letônia, foi palco nesta sexta-feira, 16, de um tradicional desfile em homenagem aos veteranos da 15.ª Divisão de Granadeiros da Waffen SS nazista. As comemorações do Dia da Memória dos Legionários da Letônia atrai todos os anos um número considerável de pessoas e conta com uma bem estruturada organização, mas não é considerada uma cerimônia oficial. Na quarta-feira o parlamento letão vetou um projeto de lei que propunha transformar o dia 16 de março em data cívica nacional. A 15.ª Divisão de Granadeiros da Waffen SS foi uma divisão de infantaria das tropas nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, tropa esta que tinha como base a Letônia. Embora a liderança fosse alemã, a divisão era composta majoritariamente por v

Ler mais